Juazeirense entra no mundo dos games e agora tem um time e-Sports, se liga na novidade:

Mais um passo dado fora dos gramados pelo Cancão de Fogo. Lançamos a partir de hoje, a marca Juazeirense e-Sports, voltado para o mundo dos games. Isso mesmo, o clube está entrando num dos cenários que mais cresce no entretenimento.

 

Sob o comando do gamer Lucas Gabriel Félix Araújo, de 16 anos, que já tem em seu currículo cinco títulos quando atuava pelo ExS Esport, a Juazeirense e-Sports começará disputando campeonatos da categoria Freefire e já tem competição a vista. A Elite Cup que começa já no próximo dia 05 de maio e também o Comanf Cup.

 

Bruno Lopes, coordenador de Marketing do clube comentou sobre a iniciativa: “Era um dos desejos do departamento de comunicação e da diretoria, entrar no mundo dos games, pois, é notório o grande crescimento deste cenário no mundo todo, em especial no Brasil. A Juazeirense segue no caminho da inovação, do engajamento com o torcedor, que pode esperar muitas novidades em breve” disse ele.

 

Para acompanhar mais de perto, foi criado um instagram exclusivo, visite: @juazeirenseff.

 

O que são eSports

 

Em todo o mundo diversas mudanças sociais e tecnológicas estimularam o surgimento de games cada vez mais interativos e competitivos e, a partir deles, dos e-Sports. Os Esportes Eletrônicos ou eSports vêm dominando o mercado de games e atraindo legiões de jovens em todo o planeta.

 

No cenário atual, as competições disputadas em games eletrônicos contam com atletas profissionais e são assistidas por uma audiência presencial e/ou online, através de diversas plataformas de stream online ou TV.

 

MAIS SOBRE FREEFIRE

 

Um dos eSports em ascensão no Brasil e no mundo, o Free Fire já pode ser considerado um dos mais importantes jogos do país. O Battle Royale desenvolvido pela Garena possui um calendário de campeonatos mais modesto comparado a outros games, mas já possui torneios mundiais e intercontinentais. No Brasil, o cenário possui duas competições bem estruturadas, a Free Fire Pro League e a Liga NFA. Confira mais detalhes sobre como funciona o competitivo de Free Fire:

 

FORMATO DE DISPUTA E JOGOS

 

O formato adotado no competitivo é simples e feito em sistema de pontos corridos. Os principais campeonatos são geralmente disputados por 12 equipes de quatro jogadores cada, os chamados squads.

 

Além disso, são apenas dois mapas por campeonato, intercalados entre uma queda e outra. O objetivo por trás de cada equipe é sobreviver até não restar mais ninguém além dela, seja eliminando os adversários ou não sendo eliminado – a equipe que vence uma rodada recebe o “BOOYAH”.

 

Quanto maior o número de adversários eliminados pela equipe e maior a colocação de “sobrevivência”, maior será a respectiva pontuação. Isso porque, além do número fixo de pontos por colocação, o valor final varia de acordo com a quantidade de abates individuais pelas quais a equipe foi responsável – ou seja, quanto mais abates e mais tempo vivo, mais pontos se ganha.

Compartilhar agora
X