Jornalista Vera Magalhães é hostilizada por deputado estadual após debate em SP

A jornalista Vera Magalhães foi hostilizada, nesta quarta-feira (14), pelo deputado estadual Douglas Garcia (Republicanos-SP), após o debate da TV Cultura entre candidatos ao governo de São Paulo. O caso ocorreu durante esta madrugada entre terça e quarta após o politico gravar a jornalista e realizar questionamentos.

 

“Este senhor é deputado estadual bolsonarista em São Paulo. Se chama Douglas Garcia. Veio me xingar, me agredir, enquanto eu estava sentada no debate. É assim que essas pessoas tratam a imprensa”, declarou Vera.

 

Conforme vídeos publicados nas redes sociais de ambos, Garcia vai até a jornalista e questiona: “Vera, você assinou um contrato de meio milhão de reais para falar mal do presidente da República?” O valor se refere ao seu contrato anual com a Cultura. Após isso, ela chama a segurança e ele profere ofensas, afirmando que ela é uma “vergonha” para a profissão.

Confira o vídeo:

 

O bate-boca permaneceu, até que o diretor de jornalismo da TV Cultura e âncora do debate, Leão Serva, toma o celular de Garcia e o arremessa.

 

O deputado compareceu no debate sob convite do candidato a governador de São Paulo, Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos), e o político repudiou a atitude de Douglas Garcia. “Lamento profundamente e repudio veementemente a agressão sofrida pela jornalista Vera Magalhães enquanto exercia sua função de jornalista durante o debate de hoje. Essa é uma atitude incompatível com a democracia e não condiz com o que defendemos em relação ao trabalho da imprensa.”

 

Por sua vez, o candidato a deputado federal, Douglas se defendeu nas redes sociais e disse processar a Vera Magalhães por calúnia. “A Vera Magalhães está espalhando por aí que eu a agredi. Isso é mentira. Eu vou processar ela e quem divulgar isso por calúnia! Eu apenas a questionei educadamente, mas ela e seus amigos reagiram com agressividade”.

Compartilhar agora
X