Imunização contra a covid: o que vai ser necessário apresentar no dia da vacinação?

Conforme foi anunciado mais cedo, a vacinação contra a Covid-19 terá início no dia 20 de janeiro às 10h em todas as cidades brasileiras, caso a Anvisa aprove as vacinas da Oxford/Astrazeneca e Coronavac. Até lá, os brasileiros e brasileiras que serão prioridades na campanha de vacinação podem já garantir que seus documentos estejam em dia para evitar qualquer surpresa desagradável no dia da vacinação.

 

Nenhum brasileiro deixará de receber a vacina, mesmo que não apresente qualquer documento quando for receber a dose, conforme estabelece o plano de vacinação apresentado pelo Ministério da Saúde. No entanto, para que a pasta possa controlar a aplicação das doses em todos os brasileiros e brasileiras, é necessário apresentar ou o número do CPF ou o Cartão Nacional de Saúde (CNS), o Cartão SUS.

 

Para emitir um Cartão SUS, basta ir até a unidade de saúde mais próxima ou à secretaria de saúde municipal. É preciso ter mãos RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento e, caso tenha, número PIS/PASEP. Em algumas cidades, também é necessário apresentar comprovante de residência. O cartão fica pronto na hora. É possível emitir uma segunda via em qualquer unidade de saúde. São necessários os mesmos documentos exigidos para a emissão da primeira via. Também é possível emitir a segunda via através do sistema SUS Online.

 

Segundo o Plano de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19, divulgado pelo Ministério da Saúde, todos os dados de todos os brasileiros e brasileiras vacinados serão inseridos Sistema de  Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI). A plataforma vai registrar informações como o local onde cada um foi vacinado, o número de CPF ou do Cartão SUS, a data de nascimento, data da vacinação, nome da vacina e do fabricante, assim como tipo de dose, número de lote e validade do imunizante. (com informações da CNN)

Foto: Pedro Guerreiro/Ag. Pará

Compartilhar agora
X