Grande maioria de internados por Covid-19 é de não vacinados, diz Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou hoje (13) que “a grande maioria” dos internados em hospitais por Covid-19 é de pessoas não vacinadas contra a doença”. Ele ressaltou que os imunizantes aplicados no Brasil tiveram papel importante na redução de internações e de mortes por infecções do coronavírus, durante cerimônia de recepção de 1,2 milhão de doses de vacinas da Pfizer contra a Covid para crianças de 5 a 11 anos.

 

“Nós sabemos que muitos têm relatado que essa variante causa formas menos impactantes de Covid, sobretudo naqueles que estão vacinados, apesar de a ciência não ter ainda nos dado todas as respostas acerca da eficácia das vacinas em relação à variante Ômicron. Mas, daqueles que se internam nos hospitais e nas unidades de terapia intensiva, a grande maioria é de indivíduos não vacinados”, afirmou.

 

O ministro, no entanto, procurou manter o otimismo. “Já temos notícias de países onde ela [Ômicron] se tornou prevalente, de que há um número realmente grande de casos, mas os sistemas de saúde não têm sido tão pressionados, sobretudo naquelas populações fortemente vacinadas”, argumentou o titular da pasta, que reforçpu ainda que é necessário “reafirmar a orientação para que aqueles que não tomaram a segunda dose, que há muitos no Brasil, felizmente menos do que em outros países, e aqueles que ainda não tomaram a dose de reforço, que procurem a sala de vacinação para completar o esquema vacinal”.

Compartilhar agora
X