Frederik Wassef diz que escondeu Queiroz para “proteger Bolsonaro”, entenda:

Dono da casa onde estava Fabrício Queiroz, preso no último dia 18, o advogado da família Bolsonaro Frederik Wassef , disse em entrevista à Revista Veja que escondeu Queiroz para proteger Jair Bolsonaro.

 

O advogado alega que não fez nada de ilegal. Para ele, seu gesto deveria ser objeto de elogio, não de reprimenda. Sua tese é a seguinte: ao providenciar um esconderijo ao ex-policial, ele impediu que Queiroz, que estaria jurado de morte por “forças ocultas”, fosse assassinado. Além de salvar uma vida, evitou que a eventual morte fosse debitada na conta da família Bolsonaro, como uma ação de queima de arquivo. “O MP e a Justiça do Rio deveriam me agradecer por proteger uma testemunha importante.”

 

Perguntado pela Veja se ele teria dito isso ao Presidente da República ou a seu filho Flávio, ele respondeu: “Não. Eu omiti isso do presidente. Eu omiti do Flávio por motivos que me reservo ao direito de não dizer agora. O presidente da República jamais teve conhecimento da autorização para que o Fabrício, caso quisesse, pudesse estar nessas propriedades” disse ele.

 

A Veja também perguntou como o presidente não estava sabendo onde estava Queiroz, se ele em entrevista coletiva  disse saber que ele estava lá para fazer um tratamento. Wassef respondeu: “Eu não sei como o presidente ficou sabendo. Mas eu digo o seguinte: os senhores mesmos da revista Veja publicaram uma matéria do Fabrício Queiroz operado não tem muito tempo. Várias fontes podem ter dito isso” disse.

 

A íntegra da entrevista você pode ver aqui

Compartilhar agora
X