Exército proíbe militares de disseminarem fake news e adere ao passaporte sanitário

O Exército Brasileiro divulgou suas diretrizes de combate à Covid-19 nesta quinta-feira (6). Dentre elas, estão a vacinação para aqueles que retornarão a trabalhar presencialmente e a obrigatoriedade do uso de máscaras. O distanciamento é recomendado, e a divulgação de fake news sobre a pandemia é proibida.

 

Para voltar a trabalhar normalmente, os militares agora terão que seguir as regras destacadas. O documento mostra que o exército só voltará por conta dos cuidados e da vacinação contra o coronavírus. As normas sanitárias dos estados e dos municípios, assim como as recomendações do Ministério da Saúde, devem ser respeitadas.

 

Outro ponto dessa diretriz do Exército chamou a atenção. Proíbe que os militares divulguem nas redes sociais qualquer informação sobre a pandemia sem antes confirmar a fonte e checar se ela é verdadeira, ou seja, não pode divulgar fake news. O documento diz ainda que os militares devem orientar os parentes a agirem dessa mesma forma.

Compartilhar agora
X