ESPERANÇA: Mais duas boas notícias sobre o coronavírus

1 – Fiocruz usa remédio do HIV contra covid-19 com sucesso

 

Um remédio usado para tratamento da Aids, fabricado em larga escala no Brasil, se mostrou superior ao efeito da cloroquina para eliminar a covid-19, doença causada pela infecção por coronavírus. Foi que demonstraram testes realizados pela Fiocruz, no Rio de janeiro, publicados no final de semana, na revista científica Biorxiv. Veja aqui o PDF, com o estudo científico completo.

 

Teste imediato

 

Como se trata de uma substância usada há muito tempo com segurança, o remédio pode ser testado imediatamente em seres humanos. “A análise de fármacos já aprovados para outros usos é a estratégia mais rápida que a ciência pode fornecer para ajudar no combate à covid-19, juntamente com a adoção dos protocolos de distanciamento social já em curso”.

 

É o que diz o virologista Thiago Moreno, do Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde – CDTS/Fiocruz, principal autor do estudo. Os pesquisadores deram atenção especial ao atazanavir, graças a trabalhos científicos anteriores, que já tinham mostrado a eficácia do remédio como inibidor da protease, substâncias que inibem a replicação viral.

 

Com informações do Estadão e Biorxiv

 

2 – China tem primeiro dia sem mortes por novo coronavírus

 

A China não registrou morte por Covid-19 nas últimas 24 horas, algo inédito desde o início da publicação de estatísticas sobre a epidemia do coronavírus em janeiro, informaram as autoridades de saúde nesta terça-feira (7). O país asiático, onde o novo coronavírus, o Sars-Cov-2, surgiu no fim de 2019, informou sua primeira morte por Covid-19 no dia 11 de janeiro. Desde então, registrou 3.331 óbitos. Porém, o número diário de mortes está caindo há semanas e na segunda-feira (6) ocorreu apenas uma morte.

Pouco a pouco, regras que impõem restrições na circulação estão sendo flexibilizadas, mas, ainda assim, as autoridades recomendam que os moradores evitem deixar suas casas no intuito de conter uma nova onda de contaminação.

Fonte: Globo

Compartilhar agora
X