Em oito dias, três irmãos que não tomaram vacina contra a Covid-19 morrem em decorrência da doença

Os irmãos Deneci Carboni, 51, Denilde Carboni, 52, e Valdir Carboni, 48 anos, moradores de São João do Sul, em Santa Catarina, que não tomaram a vacina contra a Covid, morreram por complicações em decorrência da doença em um intervalo de oito dias. Duas mortes foram registradas no dia 13 de setembro e a terceira nesta terça-feira (21). Segundo publicou a Folha, a secretária do município, Rejane Borba, disse que os irmãos, que trabalhavam como agricultores na região, não se vacinaram por escolha pessoal, por motivos até então desconhecidos.

 

Mas ao G1 em Santa Catarina, um irmão mais velho das vítimas, Altair Carboni, 55, revelou que as irmãs, que tinham diabetes, tinham receio de uma reação ao imunizante e o irmão não teria tido tempo para se vacinar, porque estava com muito trabalho. “Foi uma tragédia. Os meus pais tomaram a injeção. Eles eram novos e negligenciaram”, afirmou ele à publicação.

 

Depois da notícia de que os três irmãos foram intubados, a secretária de Saúde contou que cerca de 400 pessoas que ainda não haviam se vacinado, procuraram os serviços públicos para receber a primeira dose.

Compartilhar agora
X