Em live, Bruno, da dupla com Marrone, defende Bolsonaro: “Ele é um cara honesto”; assista ao vídeo

“Eu gosto de quem faz o bem para todos. Não que eu seja bolsonarista, eu falo do Bolsonaro porque ele é um cara honesto. O que o Brasil estava precisando era de pessoas honestas para limpar essa ‘desgramaiada’ que estava aí tudo roubando a gente”, disse o cantor Bruno, que faz dupla com Marrone, durante live realizada no último sábado (25). A declaração repercutiu bastante nas redes sociais neste final de semana.

 

Ao elogiar o presidente, o cantor sertanejo pediu para não ser atacado por expressar sua opinião, e, apesar de admitir que não gosta de política, reiterou que gosta “de pessoas sérias e honestas”.

 

“Não quero saber se você gosta do Lula, da puta que pariu. Eu gosto do Brasil. Gosto de pessoas honestas. O povo não pode roubar o Brasil. Esse dinheiro tem que ser distribuído certo. Não venham brigar comigo por causa de política, porra nenhuma. Eu não gosto de política, eu gosto de pessoas sérias e honestas”, disse Bruno, que foi apoiado por Marrone.

 

A declaração repercutiu. No Twitter, teve quem concordou e quem discordou com o discurso do músico.

 

Então, por que se junta com tantos desonestos, condenados? Por que não apoia prisão em segunda instância? Por que não apoia fim do foro privilegiado? Por que centrão?”, questionou um. “Se todos os artistas pensassem assim o Brasil seria muito melhor, realmente na renda tem que chegar em todas as famílias independente de cor, religião e etc… Vamos no unir em favor do Brasil melhor p todos“, escreveu outro. “Não lê um jornal nem sabe o que chamam o bolso nos outros paises. Dica: tudo menos honesto“, disse outro internauta.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Nana Rude (@nanarude) em

 

Proximidade

Os cantores têm uma relação próxima com o presidente. Em agosto do ano passado eles foram nomeados como embaixadores do turismo brasileiro pelo Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur). Em maio, o colunista Lauro Jardim, do O Globo, publicou que Bolsonaro chegou a pedir para participar de uma live dos sertanejos, mas teve o pedido negado pois os artistas, supostamente, não quiseram misturar “música e política”.

 

Já em agosto, também durante uma live realizada pela dupla, Bruno citou o slogan da campanha do governo de Jair Bolsonaro – “Deus acima de tudo, Brasil acima de todos” – durante o encerramento da transmissão.

Compartilhar agora
X