Em 2020, mundo registrou o mês de setembro mais quente da história

O mês passado foi o mês de setembro mais quente já registrado na história, segundo um levantamento divulgado nesta quarta-feira (6) pelo centro de pesquisas global Copernicus Climate Change (C3S). O registro é 0,05 grau Celsius superior ao visto em setembro de 2019, que detinha o recorde até agora. As altas temperaturas neste ano desempenharam um papel importante em desastres, como os incêndios em regiões como Sibéria, Califórnia e Amazônia, dizem os cientistas.

 

E a tendência é que as temperaturas permaneçam altas até o final do ano. Desta forma, 2020 pode se tornar o ano mais quente já registrado por cientistas, superando o patamar de 2016. Vale lembrar que ontem (6), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta para o perigo de morte por hipertermia em partes do Centro-Oeste e do Sudeste, além de áreas do estado do Tocantins. O alerta vale até quinta (8) ou sexta-feira (9), dependendo da localidade.

foto: Marcos Serra Lima/G1

Compartilhar agora
X