DE BUSÃO: Com passagens aéreas mais caras, aumenta procura por viagens de ônibus

As festas de final de ano devem aquecer a economia brasileira, não somente pela chegada do Natal, considerada a data comemorativa que traz mais lucros para o comércio, como também em virtude da movimentação turística, já que muita gente pretende viajar. Tudo é reflexo do avanço da vacinação contra a covid-19 – ressaltamos a importância de manter os cuidados mesmo após a imunização. E para este fim de ano, nota-se uma mudança no perfil dos turistas: o aumento no preço das passagens de avião têm impulsionado a procura pelas viagens de ônibus.

 

É isso mesmo. A expectativa do setor é que até dezembro deste ano sejam vendidos 3,1 milhões de bilhetes rodoviários, mais que os 2,7 milhões comercializados em 2019, antes da pandemia, segundo projeções da Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati). Em outubro deste ano foi registrado um aumento de 60% nos valores cobrados pelas companhias aéreas, fator que, conforme a entidade, causou um crescimento de 30% nas buscas pelas empresas que operam nas estradas brasileiras.

 

Segundo as empresas, a demanda tem sido influenciada sobretudo pelo turismo interno, pois vários países ainda mantêm restrições. Esse movimento ganha força também com o turismo nacional. Muitas agências vêm selando parcerias com empresas regionais de ônibus na hora de vender pacotes turísticos.

 

*com informações O Globo

foto: Jaelson Lucas/SMCS

Compartilhar agora
X