COVID-19: Governo anuncia vacinação de crianças de 5 a 11 anos, sem exigência de receita médica

O ministério da Saúde anunciou nesta quarta (5) que a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 no Plano Nacional de Operacionalização deve começar em janeiro deste ano, sem a exigência da receita médica. O documento divulgado pela pasta diz que “para a imunização desse grupo será necessária a autorização dos pais” e acrescenta que “no caso da presença dos responsáveis no ato da vacinação haverá dispensa do termo por escrito”.

 

De acordo com o governo, a vacinação será feita em ordem decrescente de idade (das crianças mais velhas para as mais novas), com prioridade para quem tem comorbidade ou deficiência permanente. O Ministério da Saúde orienta que os pais “procurem a recomendação prévia de um médico antes da imunização”, embora não vá exigir receita médica para aplicar a vacina. Além disso, a primeira e a segunda dose serão aplicadas com intervalo de oito semanas – um prazo maior que o previsto na bula, de três semanas.

 

Segundo o IBGE, o Brasil tem cerca de 20,5 milhões de crianças nessa faixa etária. “A previsão é que essas [20 milhões de] unidades sejam entregues no primeiro trimestre deste ano. Até o fim de janeiro, a estimativa é que 3,7 milhões de doses cheguem ao pais”, diz o material divulgado pelo ministério nesta quarta.

 

foto: iStock

Compartilhar agora
X