CONTA DE LUZ: Bolsonaro diz que vai determinar suspensão da bandeira vermelha

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que irá determinar ao Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que retome a cobrança “normal”. A declaração foi feita durante um evento em uma igreja evangélica em Brasília nesta quinta-feira (14). A bandeira vermelha está em vigor desde junho deste ano e representa R$ 9,49 a mais na conta de luz por cada kWh consumido pela unidade, um aumento de 6,78%.

 

“Sabemos as dificuldades da energia elétrica. Vou pedir pra ele, pedir não, determinar que ele volte a bandeira normal a partir do mês que vem”, disse o presidente, que completou que o país estava na iminência de um colapso em relação à energia elétrica, mas as chuvas dos últimos dias melhoraram a situação.

 

Apesar disso, especialistas acreditam que não é a hora de suspender a bandeira vermelha da conta de luz. O coordenador do Instituto Clima e Sociedade, Roberto Kishinami, por exemplo, reiterou a CNN que não é possível dizer se o período de chuvas vai ser suficiente para recompor os reservatórios. A pior crise hídrica em 91 anos, conforme o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), levou ao acionamento em agosto de usinas termelétricas, que têm mais custos.

 

foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Compartilhar agora
X