Com objetivo de impedir fraudes, governo lançará RG único nesta quarta-feira

O presidente Jair Bolsonaro (PL) vai lançar nesta quarta-feira (23) o RG único. Com a assinatura do decreto, o número do CPF será adotado como padrão de identificação em todo o território nacional de maneira obrigatória até 6 de março de 2023. Pelo novo modelo, o documento poderá ser acessado também pelo aplicativo do Gov.br. A previsão é de que ele deixe de ser impresso na forma física em até 10 anos.

 

 

O principal objetivo da unificação do RG é coibir fraudes. Por falta dessa centralização, hoje é possível retirar uma identidade em cada uma das unidades da federação. Essa falha gera o risco, por exemplo, de um benefício social ser expedido mais de uma vez para a mesma pessoa.

 

 

 

Será possível cadastrar, ainda, informações sobre a saúde do titular, tais como tipo sanguíneo e fator RH, além da disposição em doar órgãos. Para emiti-lo, o cidadão continuará procurando as secretarias de segurança nos estados. Caberá a elas fazer o registro no cadastro único federal.

 

 

Vale destacar que, quem já tem o RG antigo poderá continuar usando por até 10 anos. Aqueles com 60 anos ou mais poderão manter o anterior por tempo indeterminado. O trabalho foi coordenado pela Secretaria de Modernização do Estado da Secretaria Geral da Presidência da República junto com o Ministério da Economia.

Compartilhar agora
X