Cervejas da Nordhaus, Juazeiro e região se destacam em documentário divulgado mundialmente pela Mastercard

Vídeos produzidos pela Mastecard, que estão sendo veiculados em todo o mundo, destacando práticas sustentáveis e a produção de cervejas artesanais no Brasil, colocaram Juazeiro e o Vale do São Francisco na lista de polos cervejeiros de alta qualidade. Um dos filmes produzidos pela Mastecard, que já está sendo exibido, destaca o pioneirismo da Nordhaus e as práticas sustentáveis na produção de cervejas artesanais no Norte da Bahia.

 

A Nordhaus celebrou a conquista. “Emocionante! Fantástico! Juazeiro, o Vale do São Francisco e a Cervejaria Nordhaus são destaques em documentário produzido pela Mastercard, que está sendo exibido mundialmente em estações de trem, aeroportos e redes digitais, destacando suas práticas sustentáveis na produção de cervejas artesanais às margens do Velho Chico. E não é só. Aprovada por especialistas, as cervejas da Nordhaus passam a integrar o cardápio do Restaurante Priceless, de São Paulo, 5º da classe internacional da Mastercad no mundo, o que comprova a qualidade das cervejas que produzimos. Mais uma vez Juazeiro é destaque em nível mundial e isso merece um brinde, com uma Nord, é claro!”

 

O filme destaca, dentre outros pontos, as práticas sustentáveis da Nordhaus, localizada às margens do Rio São Francisco, a preservação e o resgate histórico do prédio da Companhia de Navegação do Rio São Francisco e o uso de ingredientes locais para fabricação das suas cervejas, aprovadas com louvor pelos especialistas que participaram do projeto. A aprovação rendeu o honroso convite para que a cerveja Nord passe a integrar o seleto cardápio do restaurante Priceless, de São Paulo, um dos cinco da classe internacional da Mastecard em todo o mundo.

 

Emerson Castro, diretor da Nordhaus, um dos entrevistados no documentário, não poupou emoção ao falar do projeto e do reconhecimento alcançado para Juazeiro e região. “Esse é um pedaço do paraíso. O Vale do São Francisco é um pedaço do Brasil que brasileiro não conhece. Eu sou de Rondônia e quando cheguei aqui a primeira vez, há 11 anos, eu olhei a beleza desse rio e falei, esse é o lugar. Algumas pessoas dizem que aqui são duas cidades separadas por um rio, mas na verdade elas são unidas pelo rio. Esse prédio onde fica a cervejaria e o restaurante era a sede administrativa da Companhia de Navegação do São Francisco, a estatal mais importante do nordeste e hoje é o prédio mais importante da cerveja artesanal do Norte da Bahia”, destacou.

Compartilhar agora
X