Casos graves caem consideravelmente em cidade que faz vacinação em massa, confira:

Perto do encerramento de uma campanha de vacinação em massa inédita em todo o país, autoridades e especialistas em saúde de Serrana (SP) relatam os primeiros sinais de queda na demanda por atendimentos e na incidência de casos graves entre moradores que contraíram o coronavírus.

 

Enfermeiro responsável da UPA, Thiago Bueno também vê essa melhora nos números: “No início da pandemia, estávamos com uma demanda grande de casos que complicavam e evoluíam para um tubo [intubação]. (…) Com o início da vacinação – e agora já estamos na segunda fase da segunda aplicação da vacina –, temos notado que as pessoas que se vacinaram também estão sendo acometidas com Covid, mas com gravidade leve”, avalia.

 

“O paciente que chega aqui, medicamos. Ele se estabiliza com as medicações e é liberado para casa. Ou seja, não evolui para um tubo, não evolui para uma UTI. Nós temos observado a mudança nesse perfil.”

 

Iniciada em 17 de fevereiro, a vacinação em massa em Serrana, que visa avaliar a eficácia da CoronaVac contra a queda na transmissão e na taxa de mortalidade da Covid-19, já atingiu 66% dos voluntários do estudo com as duas doses do imunizante, o que representa um total de 18,5 mil pessoas. O público-alvo remanescente receberá o reforço da aplicação até domingo (11), e os resultados da pesquisa devem ser divulgados em maio.

 

Diante das primeiras projeções de queda, o Butantan reforça que ainda é cedo para tirar conclusões. Isso porque, segundo o instituto, a resposta imunológica é esperada somente duas semanas após a aplicação da segunda dose da vacina.

 

‘Raio-X’ da Covid em Serrana

 

– o número de pessoas atendidas por dia na UPA local caiu de uma média de 90 para cerca de 40 em dez dias;
a proporção de casos graves caiu de 70% para 10% em dez dias;

 

– do fim de semana até terça-feira (6), nenhum paciente precisou ser intubado na UPA. Há dez dias, até cinco precisavam ser submetidos por dia a esse procedimento;

 

– a média de hospitalizados nas enfermarias da Santa Casa, com pacientes moderados da doença, caiu de uma média de 15 para 7 em duas semanas;

 

– o total de diagnósticos positivos entre os testes realizados diariamente ainda segue na faixa dos 30%.
o Hospital Estadual de Serrana, que atende 25 cidades além de Serrana, segue com UTIs lotadas;

 

– os casos positivos da Covid-19 subiram 35% entre fevereiro e março;

 

– as mortes por Covid-19 saltaram de 2 para 20 entre fevereiro e março.

Compartilhar agora
X