Caseiro revela em depoimento que Lázaro dormia em fazenda há cinco dias

A busca por Lázaro Barbosa, criminoso que há mais de duas semanas está sendo procurado na região do DF, ganhou um novo capítulo com a prisão de dois suspeitos de dar cobertura ao foragido. E um dos presos, um caseiro de uma propriedade, confessou em interrogatório à polícia que o suspeito de matar uma família em Ceilândia-DF estava dormindo na fazenda de seu patrão, que também foi preso.

 

O caseiro, que afirmou que trabalhava no local há 21 dias, revelou que no dia 18 de junho recebeu ordens de não deixar policiais entrar na fazenda, caso lá aparecessem. Ele também relatou que foi orientado pelo patrão a evitar trancar a casa. O funcionário disse ainda que na noite desse mesmo dia, viu Lázaro na área da churrasqueira, mancando e, que logo depois, avistou o suspeito em uma área de mata.

 

O homem disse que foi questionar o patrão sobre a possível presença do foragido, e que como resposta, ouviu que ele estava imaginando coisas. O caseiro disse ter sido ameaçado pelo fugitivo na última quarta-feira (23). Lázaro, segundo ele, disse que ia “pegar a sua família” caso o homem contasse que ele estava escondido por ali. O caseiro disse ter visto ontem (24), antes de ser preso, Lázaro entrar correndo e se esconder em um cômodo da casa. O caseiro revelou ainda que o patrão teria permitido que o foragido passasse as noites na sede da fazenda e que o alimentava desde a quarta-feira, 18 de junho. O fazendeiro não deu nenhuma declaração durante o depoimento.

 

Entretanto, ao G1, um advogado, que até então estava respondendo pelos dois, negou que os presos tenham qualquer ligação com Lázaro Barbosa. Os suspeitos respondem por favorecimento pessoal e posse de arma de fogo. O caseiro já tem passagem pela polícia por roubo a ônibus. A polícia encontrou espingardas e munições na propriedade. A força-tarefa para tentar prender Lázaro Barbosa já dura 17 dias.

Compartilhar agora
X