Campanha pede que Miguel Coelho vete projeto de aumento da cota de combustíveis para vereadores de Petrolina

#VetaPrefeito é o nome da campanha que foi levantada nas redes sociais com o intuito de pressionar o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), para que não sancione a lei que reajusta o valor do auxílio combustível para os vereadores, de R$ 2 mil para R$ 3 mil por mês. Segundo o político Júlio Lóssio Filho, a lei, de autoria do presidente da Câmara, Aero Cruz (MDB), já está na mesa do gestor municipal para ser sancionada ou vetada nesta sexta (9).

 

“O Presidente da Câmara já disse que o aumento vai acontecer. Então, além de esperar a decisão da justiça, precisamos pressionar o Prefeito de Petrolina para VETAR esse projeto de lei que aumenta a cota de combustível dos vereadores. O Projeto tá na mesa do Prefeito para ele sancionar ou vetar. Então vamos pressionar: #VETAPREFEITO! Aumento de combustível para vereador em Petrolina NÃO!”, escreveu em suas redes sociais.

 

Após repercussão negativa, o presidente da Câmara recebeu ofícios de nove vereadores que, mesmo votando a favor da lei, decidiram abrir mão do reajuste da cota pra combustível. Esses legisladores em vez de R$ 3 mil vão ter direito ao valor atual de R$ 2 mil. Além disso, uma petição pública está pedindo que a lei seja revogada. A petição foi proposta pelo vereador Gilmar Santos (PT), que se absteve na votação, justificando que o mesmo projeto trazia outros pontos relevantes a serem discutidos.

Compartilhar agora
X