Brasil tem maior número de focos de incêndio desde 2010; “O Pantanal pede socorro”, escreve Luan Santana

Entre janeiro e setembro, foram registrados, até agora, 111.458 focos de incêndio espalhados pelos 27 estados da Federação. O último balanço do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostra que os focos deste ano são o maior volume registrado no mesmo período desde 2010, quando foram contabilizados 166.860. O estado mais afetado é o Mato Grosso, com cerca de 25 mil pontos de incêndio. É lá onde Pantanal pede socorro: dois dos principais municípios mato-grossenses que abrigam o bioma estão entre os 10 do Brasil com mais focos acumulados em 2020.

 

O sertanejo Luan Santana, ao publicar umas fotos do fogo no Pantanal, fez um apelo ao governo para salvar um dos maiores biomas brasileiros. “Como pessoa nascida e criada no Pantanal meu coração dói ao ver imagens como essa… os governos precisam agir. O fogo hoje chegou ao maior santuário para onças pintadas do mundo, o Pantanal pede socorro”, escreveu.

 

 

Segundo o governo, existem cerca de 80 viaturas e 600 brigadistas do Ibama e do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio) em atuação na região central, além das dez aeronaves mencionadas. Para a Amazônia, no dia 5 de setembro, o governo anunciou mais 5 aeronaves para reforçar as ações durante o período de seca na região.

 

Pará e Amazonas, estados que abrigam o maior bioma do Brasil, a Amazônia, também chamam atenção, com 17.989 e 12.647 focos de incêndio, respectivamente. A Bahia registrou 1.886 focos em 2020, enquanto o Pernambuco 231. Os dados foram analisados pelo (M)Dados, núcleo de jornalismo de dados do Metrópoles.

fotos: reprodução/Twitter Luan Santana

Compartilhar agora
X