Boas notícias: Cientistas descobrem proteína que pode substituir quimioterapia em tratamentos de câncer

Uma importante descoberta pode revolucionar as terapias oncológicas e os tratamentos contra vários tipos de câncer. Cientistas do Instituto De Bellis de Castellana, na Puglia, Itália, descobriram uma proteína que poderá evitar a quimioterapia. A pesquisa, liderada pelo professor Cristiano Simone e apoiada pela Airc Foundation em colaboração com o NIH dos Estados Unidos, foi publicada na revista Science.

 

“Nossa descoberta expande o que chamamos ‘letalidade sintética’, que permite a morte direcionada apenas das células cancerosas, poupando as saudáveis”, diz Cristiano Simone. Segundo a publicação, em 8 meses de pesquisa, os cientistas italianos descobriram o papel do gene SMYD3, que produz uma das proteínas envolvidas no reparo do nosso DNA.

 

 

Ao bloquear esse gene de forma direcionada, as células cancerosas são incapazes de reparar seu DNA e morrer. Segundo os cientistas, isso aumenta a possibilidade de intervir com terapias que matam apenas células cancerosa e evita a destruição do tapete de células saudáveis ​​e doentes, induzida pela quimioterapia – em vários casos de câncer. Agora o objetivo é desenvolver inibidores SMYD3 para uma terapia medicamentosa combinada.

Foto: Diogo Moreira/ A2 FOTOGRAFIA

Compartilhar agora
X