“Atende aos padrões de eficácia”: OMS aprova uso emergencial da CoronaVac

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou o uso emergencial da vacina Coronavac, desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac Biotech, nesta terça-feira (1º). Isso significa que o imunizante pode passar a ser comprado e incorporado ao consórcio Covax Facility, para distribuição em escala global, assim como já acontece com as vacinas da Pfizer, Moderna, AstraZeneca, Johnson & Johnson e Sinopharm, que já tiveram uso emergencial aprovado pela OMS.

 

A vacina da Sinovac “atende aos padrões internacionais de segurança, eficácia e fabricação”, segundo disse a OMS em um comunicado, no qual observou que seus assessores técnicos visitaram as instalações do laboratório de Pequim antes de emitir sua decisão. A OMS destaca que a Sinovac é uma vacina de vírus inativo, fácil de armazenar e transportar, e seus especialistas recomendam seu uso em pessoas maiores de 18 anos, que devem receber duas doses com intervalo entre duas e quatro semanas.

 

Estudos realizados pelo Instituto Butantan, que produz a CoronaVac no Brasil, indicam que sua eficácia geral é de 50,39% na redução de casos sintomáticos de covid-19, embora a porcentagem aumente até 100% para casos graves e aqueles que requerem hospitalização.

 

foto: Hélia Scheppa/SEI

Compartilhar agora
X