Após reportagem “infundada” da CNN, Prefeitura de Juazeiro esclarece, confira:

Em matéria exibida neste domingo, 12, a CNN Brasil promoveu desinformação sobre a pandemia em Juazeiro, ao propagar dados infundados.

 

LEIA MAIS: CNN usa termo “lockdown” para Petrolina e confunde população. Leia a matéria e entenda:

 

A emissora errou ao insinuar que a ocupação de leitos em Petrolina é majoritariamente de pessoas de Juazeiro, sendo que somente 2 juazeirenses ocupam vagas de UTI da rede SUS na cidade vizinha. Juazeiro ainda tem 1 paciente em leito de UTI particular e outro em leito intermediário privado, sendo que estes leitos particulares não contam como leitos da rede PEBA. Não se sabe com qual objetivo, a CNN omitiu que petrolinenses também se internam em Juazeiro, uma vez que ambas as cidades fazem parte da Rede Interestadual de Saúde Pernambuco-Bahia.

 

Outra informação estranhamente omitida foi a de que as atividades comerciais não essenciais em Juazeiro estava proibidas, enquanto em Petrolina funcionavam e isto impactava a cidade baiana no aumento de casos. Ambas as cidades funcionam como uma só e, indubitavelmente, o contágio entre as duas populações é um dado da realidade.

 

Em nenhum momento a administração municipal juazeirense foi consultada durante a produção da reportagem. Juazeiro entende que as duas cidades devem agir de forma articulada e sempre procura este entendimento.

Compartilhar agora
X