Após polêmica com jogadora, alta cúpula do vôlei brasileiro demonstra apoio a Arthur Lira

Integrantes da alta cúpula da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), o vice-presidente e CEO, Radamés Latttari, e o técnico da seleção masculina, Renan Dal Zotto, publicaram uma foto nesta quinta-feira (28), no Instagram, demonstrando apoio ao deputado federal Arthur Lira (PP-AL) ao segurar uma camisa do Brasil com o número 11 e o nome do político. A informação foi publicada pelo site Uol Esporte. Lira é candidato à presidência da Câmara dos Deputados e faz parte do grupo próximo ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

 

Em setembro do ano passado, a CBV repudiou a fala da jogadora de vôlei de praia, Carol Solberg. Ela gritou “Fora Bolsonaro” na entrevista durante transmissão do canal fechado SporTV. Em meados de outubro, a atleta foi julgada e avertida pela 1ª Comissão Disciplinar do STJD da entidade. Mas foi absolvida em 2ª e última instância em sessão realizada em novembro.

 

A CBV divulgou nota sobre a foto do VP e o técnico da seleção acenando para Lira. A entidade negou qualquer apoio político e que a imagem não representa o posicionamento institucional:

 

“A CBV é uma entidade que não tem preferências políticas ou partidárias e não se posicionou a respeito da disputa eleitoral na Câmara dos Deputados. A foto em questão não configura, em nenhum momento, apoio institucional da CBV ao deputado Arthur Lira. Não houve nenhum evento formal da entidade, e as manifestações de apreço foram feitas em ambientes estritamente pessoais, não representando a posição institucional da CBV. A camisa com o nome do congressista foi somente um presente a um deputado federal que sempre esteve ao lado de nossa modalidade”, diz o comunicado.

 

A CBV é presidida por Walter Pitombo Laranjeiras, conhecido também como Toroca, de 83 anos. Ele foi reeleito no último dia 10 e seguirá no comando no quadriênio 2021 a 2025. O dirigente é influente em Maceió, terra de Arthur Lira, e já foi presidente do clube de futebol, CRB, em 11 ocasiões. Os ataques feitos pela entidade à Carol Solberg pela fala contra Bolsonaro aconteceram na sua gestão na entidade de vôlei.

Compartilhar agora
X