Após morte acidental de criança, ONG pede proibição das carroças em Petrolina e sugere ‘cavalo de lata’

O Projeto Oxente, voltado para a causa animal em Petrolina-PE, iniciou uma mobilização nas redes sociais pedindo a proibição da circulação de carroças na zona urbana do município. A solicitação foi reforçada após a morte acidental de uma criança de 3 anos no último domingo (6), na Avenida José de Sá Maniçoba, no Centro da cidade [entenda o caso abaixo].

 

“Não há mais justificativas para que existam carroças transitando na zona urbana de grandes cidades. […] A maioria dos animais são extremamente mau tratados, apanham, passam fome e sede e quando adoecem são descartados”, diz um trecho publicado nas redes sociais. O projeto sugere, como alternativa, a implementação do chamado ‘cavalo de lata’, estrutura metálica com carroceria criada com a finalidade de acabar com a exploração dos animais e qualificar o trabalho de quem adere, atualmente, aos uso de animais.

 

Caso – O garoto estava em uma carroça junto com outras pessoas quando houve a explosão de uma bomba. Com o barulho, o animal que puxava o veículo de tração teria se assustado e saído em disparada. O menino acabou caindo da carroça, chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas chegou ao hospital de urgências e traumas sem vida. Uma outra vítima, que não teve a identidade divulgada, também ficou ferida e recebeu atendimento no hospital. Essas informações constam no Boletim de Ocorrências da Polícia Civil.

 

foto: reprodução/Hypeness

Compartilhar agora
X