Após anúncio de manter jogos do Baianão, jogador da Juazeirense dispara: “Está na hora de nos ver como seres humanos”

Após o comunicado da Federação Bahiana de Futebol informando que por conta do coronavírus os dois últimos jogos do Baianão irão acontecer com portões fechados. Tal medida não foi bem recebida por alguns jogadores, inclusive Júnior Gaúcho, jogador da Juazeirense.

 

O atleta, que é um dos mais experientes do grupo, usou as redes sociais para lamentar a decisão da federação: “Fecham shoppings, bares, cinemas, teatros, restaurante, escola, faculdades… e estádio não?! Nossa vida não é brincadeira, onde se recupera quando quer. Jogador de futebol não tem poderes de super-herói. Somos gente, temos família e estamos correndo os mesmos riscos de todos e os portões fechados não anulam os riscos que corremos. Como fica nossa saúde?! Está na hora de nos ver como seres humanos” disse o jogador.

 

Reprodução Instagram

 

ATUALIZAÇÃO

 

A Federação Bahiana de Futebol (FBF) voltou atrás e resolveu nesta terça-feira (17) suspender a disputa do Campeonato Baiano por tempo indeterminado. Na segunda (16), a entidade havia optado por dar continuidade à competição, mas com os jogos sendo realizados de portões fechados. O presidente da FBF, Ricardo Lima, explicou o motivo da mudança.

 

“De ontem para hoje à situação mudou. Ontem todos os dez clubes decidiram pela manutenção. Hoje eles entraram em contato e muitos atletas não estavam seguros para jogar. Então, em conjunto com os clubes decidimos suspender o campeonato”, afirmou em entrevista ao Bahia Notícias. “Ainda tem alguns municípios que baixaram decretos proibindo qualquer evento. Hoje fomos informados pelo presidente do Jacobina que o prefeito vai fazer um decreto neste sentido. Então o melhor é suspender”, completou.

Compartilhar agora
X