Ao contrário de Xand Avião e Luan Estilizado, Pabllo Vittar não quer voltar a fazer shows: “enquanto não tiver vacina, não vou para o palco”

Nesta última semana repercutiu muito às declarações de Xand Avião e Luan Estilizado sobre conversa com os governadores para possível volta de shows, mesmo com público reduzido para a retomada das atividades do setor.

 

“Já se passaram seis meses e a gente não tem data para voltar. É agosto? Ninguém sabe. É setembro? Ninguém sabe. É novembro? Ninguém sabe. Vamos tentar se adequar, mas pra isso os governantes tem que nos chamar para conversar, para traçar uma estratégia. Nosso setor envolve muito dinheiro e muitas famílias A gente só queria uma data para se programar. Ter um norte. Faço um apelo para todos os governantes do Brasil inteiro, não só o meu aqui”, disse Xand.

 

Luan Estilizado foi pelo mesmo caminho e desabafou: “Estamos esquecidos pelas autoridades e muitas famílias envolvidas que precisam se alimentar, voltar a trabalhar e ter alguma esperança. São 128 dias parados em casa, sem qualquer previsão. Olhem para nós. (…) Sei bem como esse assunto é delicado e me solidarizo com todas as pessoas que, infelizmente, perderam amigos e familiares pela covid-19. Meus sinceros sentimentos. Mas, hoje, vim aqui fazer um apelo aos governantes que olhem para a gente, também”.

 

Ao contrário dos dois forrozeiros, Pabllo Vittar não está disposta a voltar aos palcos durante a pandemia. Em entrevista À revista Quem ela comentou sobre o assunto e foi taxativa: “Enquanto não tiver uma vacina e as pessoas ainda estiverem morrendo, eu, Pabllo Vittar, não vou para o palco. É um sentimento muito triste ver que o governo não está fazendo nada”, finalizou ela.

 

Foto: Instagram/Divulgação

Compartilhar agora
X