“A situação já é insustentável”: artistas de Juazeiro pedem auxílio emergencial; prefeitura responde

A pandemia da covid, que já matou mais de 400 mil pessoas no Brasil e 3,26 milhões no mundo, trouxe grandes prejuízos ao setor cultural, que foi o primeiro a parar as atividades, em março de 2020, ou seja, há mais de um ano. Sem perspectivas de quando poderão retomar plenamente, haja vista que eventos desse cunho costumam abarcar público em grande quantidade, a ausência de políticas públicas mais efetivas e que minimizem os danos causados pela impossibilidade de fazer shows, eventos e apresentações de forma geral, tem causado desespero da categoria.

 

Em virtude desse cenário, aconteceu virtualmente, no último dia 5 de maio, uma reunião que contou com a presença de artistas, produtores, técnicos e articuladores de diversos seguimentos da cultura juazeirense, para discutir a necessidade, “urgente”, de implantação de um auxílio emergencial que contemple a classe artística da cidade. “A situação de muitos artistas já é insustentável, falta dinheiro para alimentação e para as contas, e a situação se agrava para aqueles que precisam pagar aluguel. Nesse sentido, é urgente que a Prefeitura Municipal de Juazeiro se manifeste em favor dos artistas e da cultur”, justifica o grupo, que elencou algumas reivindicações [veja abaixo].

 

Em resposta, a Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (Seculte) disse que desde o início do ano vem tomando várias medidas de apoio aos artistas, como a entrega de cestas básicas, apoio à live solidária, realizada em abril, o Drive Thru Solidário, que acontece até amanhã para arrecadação de alimentos e produtos de limpeza, e o São João virtual. Disse ainda que já vem discutindo a criação de um auxílio emergencial para os trabalhadores da cultura e também do Fundo Municipal de Cultura (que vai destinar recursos para o desenvolvimento de ações e políticas culturais). Os dois projetos, segundo a Seculte, já estão na Procuradoria do Município para apreciação jurídica.

 

Lista de reivindicações

1 – Auxilio emergencial para os trabalhadores da cultura a partir de critérios que levem em consideração a realidade sociocultural de Juazeiro-BA;
2 – Realização de edital para seleção de projetos culturais que possam ser realizados virtualmente e/ou em formato híbrido;
3 – Estudo e criação de um plano de retomada gradual de acordo com cada seguimento artístico/cultural;
4 – Isenção, até 2022, de qualquer imposto municipal relacionado a realização de atividades culturais, seja prestação de serviços, seja taxas cobradas para execução musical em espaços como bares e restaurantes;
5 – Garantia de recursos para cultura em 2022 na LOA de 2021, inclusive do auxílio para cultura.

foto: divulgação

Compartilhar agora
X