XII, GENTE!!! Léo Santana é condenado a indenizar casal em R$ 35 mil, após seguranças agredi-los em show

O cantor Léo Santana foi condenado a indenizar um casal de fãs, após seguranças do artista agredi-los durante um show realizado por ele em Guarapari-ES. O caso ocorreu em janeiro de 2018, quando um show do pagodeiro estava previsto para começar às 22h, mas só deu início às 6 da manhã do dia seguinte. Os fãs protestaram e Léo Santana não gostou de gestos obscenos feitos por Maurício Camargo Alves.

 

“Me respeite, seu vagabundo, venha aqui em cima falar”, disse o cantor baiano, no palco. O então espectador se dirigiu ao palco e nele “foi surpreendido com golpes e socos por membros da equipe do músico, assim como por empregados da casa de shows”, como diz a sentença. A mulher que acompanhava Maurício, Mariana de Sena Silveira, também foi ao palco e alegou ter sido “violentada” com ambos, posteriormente, expulsos do evento. A denúncia teve como respaldo declaração de testemunhas, exames do Instituto Médico Legal, áudios e vídeos.

 

Os autores da ação pediram indenização por danos morais e materiais, “consistentes em medicações, transporte, passagens aéreas, hospedagem e incapacidade para o trabalho”. Em sua defesa, Léo Santana alegou que “não houve agressões aos autores, mas apenas um empurrão como forma de repelir e impedir a indevida invasão ao palco”. Além disso, disse que “a lesão apresentada pelo 1º autor não o impede de trabalhar, assim como não podem ser responsabilizados pelas despesas apresentadas”.

 

Mas o Tribunal de Justiça do Distrito Federal considerou que Léo Santana, na condição de figura pública e ídolo, “instigou o comportamento beligerante, xingando o 1º autor de ‘vagabundo’ na frente de todo o público e ainda o ‘convidando’ para subir ao palco para que este, surpreendentemente e covardemente, fosse recebido com empurrão, tapas e socos. O cantor foi condenado a pagar indenização de 35 mil, mas está recorrendo da decisão.

Compartilhar agora
X