William Bonner tem pedido de prisão por incentivar vacinação infantil. Justiça rejeita: “Delírios negacionistas”

A juíza de Direito, Gláucia Falsarella Pereira Foley, de Brasília, arquivou uma ação que solicitava a prisão de William Bonner, que é âncora do Jornal Nacional, da Rede Globo. O pedido de prisão foi solicitado por incentivo à vacinação contra a Covid-19 em crianças e adolescentes.

 

Na solicitação, o rapaz afirmava que William Bonner, junto com outros repórteres da emissora estavam dentro de uma organização criminosa que tinha como principal proposta disseminar os impactos positivos da vacinação. A ação acusava ainda Bonner de  cometer o crime de indução ao suicídio e de envenenar a água potável.

 

A juíza negou o pedido e, além disso, afirmou que a solicitação “reproduz teorias conspiratórias, sem qualquer lastro científico e jurídico, esvaziando seu texto em mera panfletagem política”.

 

 

 

Compartilhar agora
X