Volta por cima: australiana comemora recuperação após ter 65% do corpo queimado por ciúmes

A australiana Dana Vulin viveu momentos de tensão em 2012 quando teve cerca de 65% de seu corpo queimado. Uma mulher ateou fogo contra ela por ciúmes achando que se tratava da amante de seu ex-marido. Dana precisou morar no hospital por alguns anos e passou por 200 cirurgias para recuperar totalmente a pele queimada.

 

Na última terça-feira, 01, ela comemorou a chegada de seus 36 anos orgulhosa de ter se tornado um símbolo de superação para outras mulheres – ela atua como palestrante motivacional, apresentadora e escritora. “Isso não é para me sexualizar, mas para mostrar a outros sobreviventes e pessoas que tudo é possível. Tenho orgulho de minhas cicatrizes e aprendi a amá-las”, declarou Dana no Instagram.

 

Em 2015, a acusada pelo atentado, Natalie Dimitrovska, foi condenada a 17 anos de prisão. Seu ex-marido, que não conhecia Dana, também foi preso anos depois por tráfico de drogas e agressão.

Foto: Instagram

Compartilhar agora
X