Vai esquentar: Brasil terá onda de calor histórica nesta semana

As altas temperaturas chegaram com força nos últimos dias já estão bem quentes em Juazeiro-BA e Petrolina-PE. Os termômetros já estão marcando máximas que variam entre 34º e 36º. Mas essas temperaturas podem subir ainda mais. É que, de acordo com o site MetSul Meteorologia, durante esta semana o Brasil enfrentará uma onda de calor recorde, e em algumas regiões do país as temperaturas poderão atingir até 45 °C. O efeito sentido será semelhante aos fenômenos de extremo calor em algumas regiões da Califórnia (EUA) e da Austrália.

 

Segundo a entidade, o evento se dá pela formação de uma bolha de ar quente, quando uma área de alta pressão e altitude ocasiona movimentos de sentido descendente com alta temperatura e tempo seco, que atingirá inicialmente a região central do Brasil. Toda a situação se agravou com a baixa umidade e o período de estiagem, intensificando a sensação de calor.

 

Em projeções computadorizadas, o MetSul afirma que a região Centro-Sul pode ter temperaturas entre 15 °C e 20 °C acima do normal, enquanto o Centro-Oeste pode enfrentar máximas até 30 °C acima da média. Em alguns locais da região Nordeste, a estimativa de máxima pode atingir 45 °C até o fim da semana. O interior de São Paulo pode chegar a 45 °C de temperatura máxima, um valor nunca registrado.

 

O calor extremo pode causar sintomas como irritação, cansaço durante o dia, dores de cabeça e tontura. O excesso de suor também pode levar a sintomas de desidratação, como dores de cabeça, boca e pele secas, tonturas ao levantar ou sentar rápido demais e até desmaios. Por isso, é recomendado ingerir pelo menos dois litros de água por dia, usar filtro solar com FPS acima de 50, e, se possível, protetor labial com filtro para evitar queimar os lábios. Também recomenda-se uso de bonés, chapéus, óculos de sol e camiseta e, claro, evitar horários em que o sol está mais forte, especialmente próximo ao meio dia.

Compartilhar agora
X