Tirar ou não os sapatos? Eis a questão! Um estudo mostra a importância de evitar entrar em casa com calçados usados na rua; entenda

Cerca de um terço da sujeira encontrada dentro de casa vem da sola dos sapatos de quem entra, mostra um estudo da Sociedade Americana de Química. Alguns dos micro-organismos presentes em calçados e no chão de casa são patógenos resistentes a medicamentos, incluindo agentes infecciosos hospitalares que são muito difíceis de tratar. Além disso, há toxinas causadoras de câncer observadas em resíduos de asfalto e produtos químicos que causam a desregulação endócrina. Por todos esses motivos, você deve tirar o sapato antes de entrar em casa.

 

O programa Dust Safe, que reúne pesquisadores em vários países, fez um trabalho que avaliou os níveis de metais potencialmente tóxicos (como arsênico, cádmio e chumbo) dentro de residências em 35 países. Quanto mais antiga era a casa, maior era a concentração de chumbo e arsênio encontrada no chão. Os cientistas apontam três razões para este achado. A primeira seria a contaminação do ambiente com o chumbo proveniente de tintas que possuem a substância. Outra reflete a degradação dos materiais de construção, ricos em cobre e zinco. Isso foi mais prevalente em casas mais antigas, que sofreram mais desgaste e foram expostas às emissões do tráfego por mais tempo. No entanto, a razão mais provável é a terceira, que associa a sujeira encontrada no chão de casa com a poeira que vem do quintal com o vento, por meio da sola dos sapatos ou das patinhas dos animais de estimação.

 

A exposição ao arsênico pode aumentar o risco de câncer e causar problemas à saúde respiratória e à função imunológica. O chumbo pode afetar o desenvolvimento do cérebro e do sistema nervoso das crianças, causando problemas comportamentais e de desenvolvimento. Um artigo recente do Wall Street Journal argumentou que sapatos em casa não são tão ruins. O autor ressaltou que a E. coli — bactéria perigosa que se desenvolve nos intestinos de muitos mamíferos, incluindo humanos — é tão amplamente distribuída que está praticamente em todos os lugares. Essa bactéria está associada ao cocô, que pode ser humano ou de algum animal infectado.

 

Os pesquisadores do programa Dust Safe dão algumas dicas de como evitar que sua casa seja contaminada por estes metais pesados. A primeira é tirar o sapato antes de entrar em casa. Isso evita que se leve para o ambiente residencial substâncias e patógenos da rua. Outra dica é usar tapetes na porta e mantê-los sempre limpos — de preferência com aspirador de pó — assim como limpar com frequência a área de entrada da casa com um pano úmido ou esfregão. As informações são do O Globo.

Compartilhar agora
X