‘Tendência’ é Salvador não ter Carnaval em julho, diz prefeito

O Carnaval de Salvador pode não acontecer em julho, disse o prefeito Bruno Reis nesta sexta-feira (22). Ele preferiu não confirmar o adiamento ou cancelamento da festa, afirmando que “é cedo” para decidir. A única certeza é que a folia não vai acontecer no período tradicional, podendo inclusive ficar para o ano que vem.

 

“O Carnaval só poderá ocorrer após a imunização em massa. Ou seja, após imunizar 3 milhões de habitantes em Salvador. Diante do cenário que hoje está sendo colocado, problema para fornecimento da vacina, da dificuldade para aquisição da vacina, é fácil imunizar todo mundo até junho, para poder ter 45 dias, dois meses para organizar o Carnaval? Não é fácil. A tendência é o processo de vacinação não estar concluído”, disse Bruno.

 

O ex-prefeito ACM Neto anunciou no ano passado que o Carnaval não aconteceria em fevereiro, conforme determina o calendário tradicional, e, na época, chegou a afirmar que a possibilidade do Carnaval ocorrer em 2021 estava condicionada à existência de uma vacina acessível a todos.

 

Falando em carnaval…

 

Ontem, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, afirmou que a capital fluminense não vai ter Carnaval este ano. “Nunca escondi minha paixão pelo Carnaval e a visão clara que tenho da importância econômica dessa manifestação cultural para nossa cidade. No entanto, me parece sem qualquer sentido imaginar a essa altura que teremos condições de realizar o carnaval em julho”, escreveu Paes em uma rede social.

Compartilhar agora
X