Segundo planeta mais parecido com a Terra é descoberto por cientistas, e pode conter vida

Um par de planetas rochosos ligeiramente maiores que a Terra estão orbitando a zona habitável de uma estrela anã vermelha. Um deles pode ser o segundo exoplaneta mais parecido com a Terra até então identificado. Os achados foram publicados no final de agosto na revista científica Astronomy & Astrophysics e são chamados LP 890-9b (que já havia sido avistado antes) e LP 890-9c, também chamado Speculoos-2c, do qual não se tinha muita informação.

 

De acordo com a revista americana New Scientist, apenas alguns detalhes de Speculoos-2c são conhecidos, como seu tamanho e os oito dias que leva para orbitar a estrela LP 890-9, também conhecida como Speculoos-2. Cientistas esperam que o telescópio espacial James Webb possa nos dizer mais sobre as características desse exoplaneta habitável, incluindo se tem atmosfera e do que ela é feita. Como ele está na zona habitável de sua estrela, significa que as condições não são muito quentes ou muito frias, então pode existir água líquida na superfície.

 

Localizado a cerca de 105 anos-luz do nosso planeta, o Speculoos-2c tem raio de 30% a 40% maior que o da Terra e com um período orbital de 8,5 dias ( o da Terra é 365 dias). Esse seria o segundo ‘novo’ planeta possivelmente habitável. O primeiro é o Trappist-1e, fora do nosso Sistema Solar. Ainda em 2021, o satélite Transiting Exoplanet Survey Satellite (Tess) da Nasa, divulgou uma lista de planetas recém-descobertos com potencial de abrigar vida. A partir de então, os cientistas têm se dedicado a estudar cada um deles. *com informações TrendsBR

Compartilhar agora
X