REDES SOCIAIS: estudo mostra que ficar muito tempo na internet pode trazer sensação de frustração e desânimo; veja

O Brasil ficou em terceiro lugar no ranking de países que mais consumiram redes sociais em 2021. Os dados são de um levantamento divulgado pelas empresas WeAreSocial e Hootsuite e mostram que o brasileiro gastou, em média, cerca de 3 horas e 42 minutos por dia navegando pelas redes sociais no ano passado.

 

O tempo gasto nas redes sociais, quando exagerado, pode causar intoxicação social, com desestímulos, sensações de exclusão e desânimo com a própria vida, evidenciados pelo excesso de comparações e falta de experiências reais. A análise é da professora Valéria Barbieri, da FFCLRP (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto) da USP.

 

Várias pesquisas associaram o uso das redes sociais a problemas como ansiedade e depressão, mas, segundo Valéria, “há outras repercussões que podem vir junto ou não com esses problemas, como preocupações em relação à autoestima, insatisfação com aparência física, sentimentos de inutilidade, diminuição das interações offline e uma certa displicência com os códigos morais que o anonimato propicia”, disse.

Compartilhar agora
X