Pais questionam valor do Vale Alimentação Estudantil da prefeitura de Juazeiro e cobram pagamento de retroativos

Alguns pais estão insatisfeitos com o Programa Vale Alimentação Estudantil Municipal (PVAEM) da Secretaria de Educação e Juventude (Seduc) de Juazeiro. O cartão do benefício começou a ser entregue neste mês de setembro pela gestão, mas o valor, bem como a demora do repasse, vem gerando insatisfação de alguns pais e responsáveis.

 

Criado pela Lei Municipal 3.017/2021, o PVAEM é um benefício emergencial complementar, em decorrência da pandemia da Covid-19, destinado aos estudantes matriculados na rede municipal de Juazeiro, e que disponibiliza créditos de R$ 50,00 em cartões, pagos com recursos próprios do município para compra exclusiva de alimentos. Valor, que, para alguns pais, é insuficiente. Os pais também alegam que, em cada família, apenas duas crianças serão contempladas com o benefício, independente se o número de alunos matriculados na rede for maior.

 

“Nós pais estamos muito revoltados com o valor. Estão dando R$ 50 reais por aluno, sendo que se em uma família tiver três ou quatro crianças, só duas irão receber”, criticou Daniela Nascimento. Uma das principais reivindicações é que o pagamento seja destinado a todas as crianças da mesma família, independente do número, e que não seja limitado 0 pagamento a apenas dois alunos, e o pagamento do retroativo do ano letivo de 2021.

 

Em resposta, a Seduc de Juazeiro negou que haja limitação para até dois alunos, e reiterou que o benefício é de R$ 50 por aluno matriculado. Disse ainda que, inicialmente, conforme previsto na Lei Municipal 3.017/2021, serão pagas duas parcelas, sendo que a primeira já foi depositada. “Para que esse benefício fosse disponibilizado foram seguidos uma série de trâmites legais, e tudo ocorreu dentro do tempo necessário para finalização desses trâmites”, finaliza a nota.

 

*texto retificado às 10h55 de 13/09 para correção de informação

 

Compartilhar agora
X