OMS diz que mutação do coronavírus não é mais letal que a anterior

Não há sinais de que nova cepa do coronavírus cause uma doença mais severa, disse, nesta segunda-feira (21), o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, que complementou ainda que os vírus mudam o tempo todo e que isso é normal. De acordo com Adhanom, há relatos de novas variantes do coronavírus na África do Sul e no Reino Unido, o que tem causado temor à população. A cepa registrada em território britânico se espalha mais rapidamente e diversos países europeus anunciaram restrições à região.

 

“Os vírus sofrem mutação com o tempo. Isso é natural e esperado. A OMS está trabalhando com cientistas para entender como essas mudanças genéticas afetam o comportamento do vírus”, disse Tedros que reforçou que o vírus é capaz de infectar todas as faixas de idade e por isso é preciso reforçar o distanciamento social. “Agora é momento de transformar compromisso político em ação”.

 

A OMS informou ainda que, no início de 2021, US$ 4,6 bilhões em financiamento adicional serão necessários para comprar vacinas covid-19 para 20% da população dos países de renda baixa.

foto: Jeon Han/Fotos Públicas

Compartilhar agora
X