Morador de rua espancado por personal é convidado para ser deputado, diz site

Givaldo Alves, 48 anos, morador de rua que ficou famoso após ter sido flagrado tendo relações sexuais com a esposa de um personal trainer em Planaltina-DF, e acabou sendo espancado, foi convidado por quatro partidos políticos para lançar uma candidatura a deputado nas próximas eleições.

 

As informações são do site Metrópoles, que acrescentou que os convites surgiram após Givaldo conceder entrevista ao portal nesta quinta-feira. A ideia seria lançá-lo na disputa por uma cadeira na Câmara dos Deputados ou na Câmara Legislativa (CLDF).

O caso aconteceu em Planaltina, no Distrito Federal, no dia 9 de março. As agressões a Givaldo foram gravadas por uma câmera de segurança. Com a repercussão, o personal trainer Eduardo Alves, de 31 anos, disse que sua mulher estava em surto psicótico, segundo seus médicos, e por isso teria convidado o homem a entrar no seu carro. Por causa das agressões do personal trainer, o homem em situação de rua sofreu um edema no olho e ficou com a costela quebrada. O caso segue em investigação.

Compartilhar agora
X