Ministro do Meio Ambiente chama presidente da Câmara de Nhonho, apaga post e diz que teve conta invadida

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, negou a autoria de publicação, feita na noite de ontem (28) em que ofendia o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), atribuiu o apelido de “Nhonho”, um dos personagens do seriado mexicano Chaves, ao parlamentar fluminense.

 

Em nova mensagem publicada na manhã de hoje (29), Salles disse que foi avisado de que alguém utilizou indevidamente sua conta no Twitter durante a noite e que, apesar de diferenças de opinião, sempre manteve relação cordial com o presidente da Casa. Menos de 40 minutos após a publicação em que o ministro negou a autoria do comentário, não era possível localizar o perfil do ministro.

 

O comentário de Maia foi uma crítica ao desentendimento que o ministro do Meio Ambiente teve com seu colega de governo Luiz Eduardo Ramos, a quem chamou de “Maria Fofoca”. A irritação de Salles se deu por causa de uma nota (para assinantes) publicada pela jornalista Bela Megale, no jornal O Globo, com o título “Salles estica a corda com ala militar do governo e testa blindagem com Bolsonaro”.

Compartilhar agora
X