Ministro da Saúde diz ser ‘possível garantir’ que toda a população brasileira será vacinada até o fim de 2021

“Temos doses suficientes para o segundo semestre e é possível se garantir que até o final do ano de 2021 tenhamos nossa população inteiramente vacinada”, garantiu o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nesta sexta-feira (30). Ao participar de uma coletiva de imprensa junto à Organização Mundial de Saúde (OMS), Queiroga disse ainda que o país terá 500 milhões de doses de vacina até o fim do ano.

 

Ainda segundo o ministro, o governo também está na “iminência de assinar” um contrato com a Pfizer para adquirir mais 100 milhões de doses. Ele ainda disse ter solicitado que países que tivessem doses excedentes fizessem doações ao Brasil. Até o momento, 15 milhões de pessoas já foram vacinadas no Brasil com imunizantes de Oxford e da CoronaVac. Segundo o vacinômetro do Ministério da Saúde, 59,8 milhões de doses já foram distribuídas aos estados.

 

Ontem (29) chegaram ao país 1 milhão de doses da vacina da Pfizer, a primeira remessa da farmacêutica. Para maio, o Brasil deve ter 34,5 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, segundo o último cronograma divulgado pelo Ministério da Saúde. São vacinas de Oxford/Fiocruz, CoronaVac/Butantan, Pfizer/BioNTech e também do consórcio Covax, iniciativa liderada pela OMS que tem como objetivo garantir um acesso mais igualitário às vacinas.

foto: Tony Winston/MS

Compartilhar agora
X