Ministro da Nova Zelândia pede demissão após ‘furar’ confinamento: “É essencial que as autoridades de saúde tenham a confiança dos neozelandeses”

O ministro da Saúde da Nova Zelândia, David Clark, que saiu do confinamento para ir à praia com a família em abril e criticou uma autoridade conceituada do país, entregou o cargo nesta quinta-feira (2).

 

O futuro de Clark no governo do arquipélago já foi questionado desde quando admitiu ter violado as regras do confinamento para ir à praia,  que segundo o próprio, um passeio “idiota”, da qual se arrependia: “É essencial que as autoridades de saúde tenham a confiança dos neozelandeses”, disse Ardern.

 

O ministro da Educação, Chris Hipkins, ficará encarregado da pasta da saúde até as eleições de 19 de setembro.

Compartilhar agora
X