Mandetta admite que pretende concorrer à Presidência em 2022

O que muita gente imaginava, pode realmente acontecer. Luiz Henrique Mandetta, ex-ministro da Saúde do governo Bolsonaro, admitiu que poderá se candidatar à Presidência da República nas próximas eleições.

 

Mandetta, que foi exonerado do cargo após desentendimentos com o presidente sobre medidas de contenção ao novo coronavírus no país, em entrevista ao programa Ponto a Ponto, do canal BandNews TV, nessa quarta-feira (22), disse que em 2022 vai estar em praça pública lutando por algo em que acredita.

 

Mandetta descartou uma eventual recandidatura a deputado federal, já que cumpriu dois mandatos, e ao ser questionado sobre para qual cargo ele concorreria, respondeu: “A presidente, a vice-presidente”. Ele ainda lembrou que os cargos de governador, vice-governador e senador também estarão na disputa.

 

“Se o Democratas [partido ao qual é filiado] acreditar na mesma coisa, eu vou. Se o Democratas achar que ele quer outra coisa, eu vou procurar o meu caminho. Eu vou achar o caminho. Como candidato, ou carregando o porta-estandarte do candidato em que eu acreditar. Mas que eu vou participar ativamente das eleições, eu vou”, disse o ex-ministro.

 

O ex-ministro disse ainda que sua candidatura poderia ser uma saída, ao criticar a polarização política no Brasil. Recentemente, a jornalista Bela Megale, em sua coluna no jornal O Globo, escreveu que em conversas sobre as chances de uma chapa com o ex-juiz Sergio Moro para 2022, Mandetta disse que toparia a composição, mas com ele como candidato à presidente e o ex-ministro da Justiça, como vice.

 

Agora é só aguardar os próximos capítulos.

Compartilhar agora
X