Ludhmila Hajjar, cotada para assumir Ministério da Saúde, recusa convite de Bolsonaro: “Não aceitei”

A médica Ludhmila Rajjar disse ao blog de Andreia Sadi, da GloboNews, nesta segunda-feira (15) que não aceitou o convite para assumir o Ministério da Saúde. Segundo a jornalista, a médica confirmou através de mensagem de texto:  “Não aceitei”, sem maiores detalhes. Ludhmila se encontrou com Bolsonaro no domingo (14) em Brasília e voltará ainda nesta segunda para São Paulo.

 

Deputados do Centrão, grupo de partidos da base aliada do governo na Câmara, têm pressionado pela saída do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. A atuação do ministro é criticada em razão do agravamento da crise sanitária no país causada pela pandemia de Covid-19.

 

O nome de Ludhmila Hajjar encontrava respaldo entre parlamentares – entre eles, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que é uma das principais lideranças do Centrão. No domingo, Lira disse numa rede social que o enfrentamento da pandemia “exige competência técnica” e “capacidade de diálogo político” e que enxerga essas qualidades em Ludhmila.

Compartilhar agora
X