Governo de SP diz que CoronaVac é eficaz e adia divulgação de resultados e envio de dados à Anvisa novamente

O governo de São Paulo afirmou nesta quarta-feira (23) que a CoronaVac, vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, além de segura o que já havia sido demonstrado nas fases anteriores, também é eficaz, conforme o estudo de fase 3. A taxa de eficácia não foi anunciada mas, segundo o secretário de Saúde do estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, foi superior ao valor mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 50%.

 

Apesar da boa notícia, o governo adiou, novamente, a divulgação dos resultados. A previsão inicial era no dia 15 de dezembro, sendo posteriormente adiada para hoje (23). Também estava previsto para esta quarta o envio dos dados de eficácia à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas, segundo Dimas Covas, o envio dos resultados à Anvisa vai ocorrer apenas após a Sinovac analisar os resultados enviados pelo Butantan hoje.

 

O diretor justificou que a divulgação dos dados foi adiada devido a uma cláusula existente no contrato assinado com a Sinovac e o Instituto Butantan, que especifica que o anúncio deste número precisa ser feito em conjunto. O secretário de Saúde de SP disse também que os dados obtidos já seriam suficientes para dar entrada no pedido de autorização para uso do imunizante, mas que o governo respeitaria os “trâmites burocráticos”, e reforçou que, apesar do atraso, a vacinação no estado terá início no dia 25 de janeiro, caso haja aprovação da vacina pela agência regulatória.

foto: Butanatan/divulgação

Compartilhar agora
X