Enem chegando: Direito é o segundo curso mais procurado do Brasil

Conheça as possibilidades da carreira e os caminhos no mercado para bacharéis da área

 

O sonho em atuar nos tribunais de Justiça, defender a verdade dos fatos e os direitos das pessoas é comum entre os vestibulandos brasileiros. Um levantamento realizado pelo Ministério da Educação (MEC) aponta que o curso de Direito é o segundo mais procurado entre os estudantes, com 759.361 matrículas registradas no Censo 2020. A graduação possui uma das notas de corte mais altas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será realizado nos dias 13 e 20 de novembro, e permite a atuação em diferentes áreas do mercado de trabalho.

 

De acordo com a coordenadora do curso de Direito da Faculdade Pitágoras, Thamara Balbino, a advocacia é a carreira mais exercida entre os bacharéis e, para atuação, é necessária a inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). “Muito se fala em seguir o caminho da advocacia, mas essa não é a única opção para quem se forma na área”, ressalta.

 

A advogada destaca as principais frentes de atuação para os formados em Direito:

 

Inovação. Novos caminhos surgem com as demandas do mercado para o bacharel em Direito. A gestão de privacidade, por meio da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, e a arquitetura jurídica para compreensão e análise de dados são funções em alta para os graduados, que também podem atuar como profissionais de segurança cibernética e gestão de projetos em Lawtechs e Legaltechs.

 

Defensoria Pública. Os profissionais que assumem cargos em nas defensorias públicas dos estados e da União têm a oportunidade de defender cidadãos sem condições financeiras para recorrer a um advogado. Para exercer a função de defensor público, o candidato deve ser aprovado em concurso, estar inscrito na OAB e ter, no mínimo, três anos de atividades jurídicas.

 

Delegacia de Polícia. Os interessados pelo universo do Direito Penal podem seguir carreira como delegados e delegadas, tanto da Polícia Civil como da Polícia Federal. O processo seletivo para assumir o posto, se dá por meio de concurso público com diferentes fases de avaliação.

 

Procuradoria. Os procuradores e procuradoras defendem os interesses dos municípios ou estados onde atuam, além da União e do setor privado. O profissional é responsável por escrever e analisar editais de licitação, contratos públicos, além de prestar consultorias ao órgão para o qual responde e representar a entidade em tribunais.

 

Pesquisa. Os pesquisadores das Ciências Jurídicas contribuem para a formação de novos profissionais e para o estudo das tramitações no campo do Direito. Os acadêmicos são especialistas das diferentes áreas do Direito, como a administrativa, cível, penal, trabalhista, tributário, entre outras.

Compartilhar agora