Enem: 100 mil estudantes farão o exame em formato digital em 2021

Cerca de 100 mil estudantes inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) farão, pela primeira vez, uma versão digital da prova nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela avaliação. O órgão disse que houve uma procura significativa de participantes mais velhos para o Enem digital, com 36,3% dos inscritos com idade entre 21 a 30 anos, e 19% entre 31 a 59.

 

O Enem Digital 2020 será aplicado em 110 cidades em todos os estados e no Distrito Federal. A realização se dará em lugares e computadores definidos pelo Inep, com a mesma estrutura da prova impressa: 180 questões e a Redação. As perguntas e o tema da dissertação serão diferentes, já que as provas serão aplicadas em datas distintas.

 

De acordo com o governo, essa aplicação digital é um piloto de uma proposta que prevê que até 2026 o exame seja totalmente on-line. No futuro, há a expectativa de usar recursos multimídia, como vídeos ou games, e de poder aplicar o Enem ao longo do ano, por agendamento, no país todo. Segundo o Ministério da Educação (MEC), a adoção do exame digital ainda trará economia, por dispensar a impressão de papel, já que, somente em 2019, foram impressas cerca de 10 milhões de provas, e os custos da aplicação, de acordo com a pasta, superaram os R$ 500 milhões.

Compartilhar agora
X