Duas doses da Coronavac neutralizam variante Ômicron, diz estudo

Duas doses da vacina Coronavac, contra a Covid-19, neutralizam a variante Ômicron. A capacidade é igual ou superior à da vacina da Pfizer para a mesma linhagem, de acordo com dados de pesquisas fornecidos pelo Instituto Butantan obtidos com exclusividade pela CNN. Segundo o instituto, a efetividade da vacina foi comparada em quatro estudos científicos. O ensaio de neutralização da Ômicron pela Coronavac foi publicado na segunda-feira (10) no periódico científico Emerging Microbes & Infections.

 

O estudo foi conduzido por pesquisadores chineses da Universidade Fudan e da Universidade de Medicina Tracional Chinesa, em Xangai, da Universidade Jinan, em Guangdong, e da Universidade de Hong Kong. Para a análise, os pesquisadores geraram partículas semelhantes ao vírus (pseudovírus) contendo a proteína Spike de sete cepas do novo coronavírus: as variantes de preocupação Ômicron, Alfa, Beta, Gama e Delta, além das variantes de interesse Lambda e Mu.

 

A partir dos pseudovírus das sete variantes, os cientistas avaliaram a resposta viral à exposição aos anticorpos neutralizantes contidos nas amostras de soro de 16 pacientes convalescentes de Covid-19, que contraíram a cepa original do vírus, entre janeiro e março de 2020. O ensaio de neutralização revelou que 16 amostras mostraram reduções médias de 10,5 vezes da neutralização contra a variante Ômicron, 2,2 vezes contra a Alfa, 5,4 vezes contra a Beta, 4,8 vezes contra a Gama, 2,6 vezes contra a Delta, 1,9 vez contra a Lambda e 7,5 vezes contra a variante Mu.

 

A mesma análise foi realizada novamente, desta vez com os anticorpos neutralizantes presentes no soro de 20 pessoas que completaram o esquema de duas doses da Coronavac, administradas entre maio e junho de 2021. Nessa etapa, os cientistas verificaram que o plasma dos vacinados com duas doses da Coronavac mostraram uma redução de neutralização média de 12,5 vezes frente à variante Ômicron, de 2,9 vezes contra a Alfa, 5,5 vezes contra a Beta, 4,3 vezes contra a Gama, 3,4 vezes contra a Delta, 3,2 vezes contra a Lambda e 6,4 vezes contra a variante Mu.

 

De acordo com os autores do trabalho, a redução de neutralização média de 12,5 vezes da Coronavac diante da variante Ômicron, é “melhor do que os trabalhos publicados sobre duas doses de vacinas de RNA mensageiro, nas quais foi observada uma diminuição de 22 vezes e de 30 até 180 vezes da neutralização em imunizados com a Pfizer”.

 

*com informações da CNN

Compartilhar agora
X