CRISE ENERGÉTICA: Ministro pede redução do uso de chuveiros, condicionadores de ar e ferros de passar

Em pronunciamento em rede nacional, o ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque disse que a condição hidroenergética se agravou e fez um apelo por um “esforço de redução de consumo” de energia elétrica. Ele fez um apelo para que os brasileiros economizem energia para evitar um racionamento:

 

“A título de exemplo, uma redução média de 12% no consumo residencial equivaleria ao suprimento de nada menos que 8,6 milhões de domicílios. Podemos conseguir até mais, eliminando todo o desperdício no consumo de energia, desligando luzes e aparelhos que não estão em uso, aproveitando mais a luz natural, reduzindo a utilização de equipamentos que consomem muita energia como chuveiros elétricos, condicionadores de ar e ferros de passar. E o mais importante: dando preferência para o uso desses equipamentos durante o período da manhã e nos finais de semana”, disse o ministro.

 

O ministro destacou que os consumidores que economizarem energia terão redução na conta de luz. Mais cedo o Ministério de Minas e Energia e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciaram um programa que concede desconto no valor da conta de luz para estimular os consumidores a reduzir o consumo residencial de energia.

 

Também nesta terça-feira (31), o governo federal anunciou uma nova bandeira tarifária com valor da taxa extra de R$ 14,20 pelo consumo de 100 kWh. Até agora, o valor cobrado era de R$ 9,492.

Compartilhar agora
X