Covid-19: idosos e profissionais de saúde devem receber, inicialmente, dose de reforço no Brasil

O reforço da vacinação com a aplicação da terceira dose das vacinas contra a Covid-19 deverá acontecer, inicialmente, em idosos e profissionais da saúde, revelou nesta quarta-feira (18), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Ele, entretanto, não informou quando deve começar a aplicação da dose de reforço, ressaltando apenas que são necessários mais dados científicos para que o Ministério da Saúde possa organizar a aplicação.

 

“Planejamos, no momento que tivermos todos os dados científicos e tivermos o número de doses suficiente disponível, já orientar um reforço da vacinação. Isso vale para todos os imunizantes. Mas para isso, nós precisamos de dados científicos. Não vamos fazer isso baseado em opinião de especialista”, disse o ministro, que complementou ainda que a presença da variante Delta do país também reforça a necessidade do reforço vacinal.

 

O Ministério da Saúde afirmou nesta quarta-feira (18) que todos os estados passarão a receber doses das vacinas contra Covid-19 de maneira equilibrada e pediu para que os entes sigam as orientações do Plano Nacional de Imunização (PNI) e o Plano Nacional de Operalização (PNO), que coordena a distribuição das doses.

 

foto: Bruno Cecim/Ag.Pará

Compartilhar agora
X