CONVITES A VENDA: Após noivado acabar, mulher fará festa de “descasamento” para não pagar multa

Faltando sete meses para o casamento, o noivado de Kallynca Carvalho, 29 anos, chegou ao fim. Foram 13 anos de relacionamento, e a festa de casamento já estava marcada. Só que ela já tinha assinado contrato com a empresa de eventos para a ocasião e não queria pagar a multa de rescisão. Por isso, decidiu fazer uma festa de “descasamento”, com intuito de fugir do problema. A festa seria no próximo dia 21. Ao todo, 200 pessoas foram convidadas para a festa, que seria realizada em um salão estilizado como um castelo, na cidade de Colombo, na Grande Curitiba.

 

Ela afirmou que até tentou cancelar o que havia programado, mas o valor cobrado para rescindir os compromissos a fez mudar de ideia. Agora, o plano é transformar a celebração de casamento em uma festa à fantasia com convites à venda. O preço cobrado será de R$ 200, para ajudar a custear o que já foi comprometido com o evento, segundo contou ao G1.

 

Após o fim, ela começou a cancelar o que havia planejado. No entanto, foi surpreendida ao saber do valor da multa do tal castelo da festa. Kallynca não especificou o prejuízo total, mas disse que a multa seria de 40% sobre o valor todo, além de ter que gastar com “despesas, honorários de profissionais, taxas de administração, lucros cessantes, perdas e danos, custos e gastos já firmados”. E foi a mãe quem sugeriu seguir com a festa. As duas resolveram fazer uma festa à fantasia, com direito a jantar, bebidas e refeição da madrugada.

 

foto: Pixabay

Compartilhar agora
X